Friday, November 9, 2018

Planos

Depois de um dia passado em pijama em casa, o M pergunta se eu vou tomar o pequeno almoço ao café. Não vou. É uma pena, diz ele, porque tinha pensado sair um bocadinho de  manhã e à noite. Diz que tem planos. 

Coisas da Austrália

Houve uma série de coisas boas na nossa viagem, quase todas na verdade. Mas, claro, algumas das interacções com o M merecem ficar para a história. Irei escrevendo. 

Depois de inúmeras perguntas sobre fauna e flora, o M remata com, "achas que as palmeiras são felizes aqui?". E  eu, sem perder um segundo, dou a única resposta possível, "todas não sei, mas aquelas com quem eu falei, sim". Ri-mo-nos muito os dois. 


"Oftalmologista"

Na 4a fui à Figueira, fiquei num hotel com SPA. O objectivo era ir a Coimbra ao oftalmologista na 5a. Mas o M não vê as coisas assim pelo que explicou à minha irmã que eu tinha ido ao "oftalmologista". 

Monday, July 23, 2018

Bicicletas para cima e para baixo

Eu: hoje à noite tens de emparelhar meias e dobrar cuecas
Ele: eu levo a tua bicicleta para baixo e trago para cima e tu dobras as cuecas???
Eu: da última que levaste a tua bicicleta para baixo e para cima havia bicha nas escadas do prédio!!
Ele: não havia nada! Era só uma família de duas ou três pessoas!!!

Friday, July 6, 2018

Em forma de D

Esta semana o M almoçou em casa de um amigo. Estava-me a contar como foi a comida e explicou-me que não tinha gostado muito. Excepto num dia. Nesse dia comeu, e passo a citar, "aqueles croquetes em forma de D". Vulgo, rissóis!

Monday, June 11, 2018

À minha imagem

Percebo que o M está a crescer à minha imagem quando entro na casa de banho enquanto ele lava os dentes e ele me diz, tenho a boca num estado miserável!

O estudo e a hipérbole

Uma das coisas que adoro no M é a sua propensão para a hipérbole naquele modo tão português e sempre mexendo as sobrancelhas com um ar tão sincero.

O contexto da última conversa foi o estudo de sábado. São 18h e ele veio ter comigo dizendo que não queria estudar mais. Eu pergunto pelo piano. E ele responde que já está a estudar há seis horas, SEIS horas!! Eu desato-me a rir. E ele continua, começou a estudar às 10! Mais risos meus. Ok, começou a estudar às 11 mas até agora são 7 horas! Risos. Ok, estudou das 11 às 13, e depois das 14 até às 18. 6 horas! Risos muitos risos. Ok, começou às 11 e depois recomeçou às 15h mas depois não parou nunca. São 5 horas! E eu rio-me. Ok, ele estudou 4h e meia, é a sua última oferta! Eu continuo a rir-me mas finalmente digo: ok, vai lá brincar então. E ele vai. Estudou umas 3 horas!

Fazer o M feliz

Estamos deitados em cima da minha cama. Ele está, como é costume, a tentar fazer com que eu tome uma decisão por ele. O M não gosta de tomar decisões, nenhumas decisões. E vai perguntando, mas o que é que tu gostas mais? Mas o que é que tu queres mais? E eu, que já fui apanhada neste filme várias vezes, vejo de repente uma abertura: o que é que eu quero mais que tudo? Sim, responde ele. O que eu quero mais que tudo é que tu sejas feliz, digo eu. E nesse momento, vejo o sorriso dele espalhar-se pelo corpo inteiro como uma onda, deixando-o com ar de incrível felicidade e segurança. É uma sensação tão boa!

Thursday, February 1, 2018

Ídolos

O M anda numa fase muito feliz da sua vida. Ri muito, franzindo o nariz e fazendo aquela maravilhosa covinha. E continua a achar que as paixões dele são as minhas. Esta manhã a primeira coisa que me disse foi, adivinha qual é o filme do star wars que tem mais rotten tomatoes?? Depois tive que lhe dizer, um por um, quais são os meses que gosto e os que não gosto. Como se isso fosse uma coisa que existe!

Ontem à noite, depois de lavar os dentes ele diz-me do quarto dele que tem uma coisa para me dizer mas só às 21.30. E claro, eu disse que às 21.30 já não queria ouvir nada porque são horas de dormir mas que também tinha uma coisa para lhe dizer e já não dizia. Isto funciona sempre com o M. E ele diz-me, mas olha que vais gostar da minha coisa! E eu respondo, e tu da minha! E, como sempre, ele diz que então me conta a dele se eu lhe contar a minha. 

A dele vem na forma de uma pergunta, se eu sei quem é que ele idolatra? O Flash, respondo eu. Isso confunde o M. De repente o universo de ídolos expandiu-se. Pensa e lá me diz que então é o Flash seguido do Arqueiro-qq-coisa, etc, etc. Okay, mas porque é que eu gostaria de ouvir isso? Porque antes dos super-heróis contarem a resposta era EU!! 

Profissionais de saúde

Entrámos em 2018 com mil e um achaques. Esta semana entre o M e eu irei 6 vezes ver um profissional de saúde. SEIS freaking vezes!!! Não faço outra coisa.