Monday, April 3, 2017

Afinal sou (muito) rapariga

Estamos a ver o Benfica - Porto. Estão empatados e o Benfica tenta marcar. E é então que me oiço dizer, "mas porque é que o Casillas está vestido de cinzento?? O cinzento é uma cor tão feia!!"

Tuesday, March 28, 2017

Ser rapariga

A I foi-se embora e estamos a falar dela e das saudades. E o M diz-me, "mas a I é muito mais rapariga do que tu!" Isto é um elogio, claro. Estás o ouvir I?? Tu és MUITO mais rapariga do que!!! (culpa os cremes e a botija cor-de-rosa).

As emoções da maternidade

É hora de almoço e estou no intervalo das aulas. O M manda-me uma mensagem a dizer: "Vou mudar de escola". Eu fico preocupada e respondo: "Então? O que é que se passa?" Embora só tenha passado um minuto ele não responde, e eu insisto: "queres que ligue?" e depois, "podes falar?". Não há resposta. 

Ao fim da tarde vou buscá-lo. Ele vem contente. E eu digo, "então, rato, não respondeste às minhas mensagens. Estás bem?"  E ele diz, "do código? Já mudei".  E eu, "que código? Da escola! De quereres mudar de escola!". E ele, "ah, não! Queria mudar o código do telefone. E já mudei". 

Nada como passar horas preocupada com alguém que queria apenas trocar o código do telefone...



-----------/-/--------------------
Ana Viseu 
Associate Professor | Universidade Europeia 
Centro Interuniversitário de História das Ciências e Tecnologia | Univ. de Lisboa 

Tuesday, March 14, 2017

Assassínio

Ontem fui buscá-lo à escola e ele começou a contar-me que tinha havido uma grande confusão na escola durante o dia. Disse que uma funcionária da secretaria morreu, e que tinha visto algumas funcionárias e professoras a chorar, e que esteve lá o INEM e a polícia porque ela tinha morrido. E nisso pára, levanta as mãos, e diz com aquele ar que põe quando me quer sossegar, "mas não foi assassinada!".

Adoro estes momentos em que por baixo do seu 1.55m se vê que ainda é criança.

Hoje passei o dia a pensar na senhora que não foi assassinada mas morreu enquanto trabalhava na secretaria.

Tuesday, March 7, 2017

Vaidades

O M foi cortar o cabelo e saiu de lá muito contente porque o barbeiro lhe pôs a franja "de pé". Ontem à noite já na cama chamou-me, "o meu cabelo ainda está de pé?" 

Electricista em inglês

Ele: hoje inglês foi uma seca! Estivemos a aprender nomes de empregos e eu já sabia, tipo electricista
Eu: e como é que se diz electricista em inglês?
Ele: electricist
Eu: não
Ele: electri-ci-cist
Eu:...

Sunday, January 29, 2017

Imitações

Estamos a entrar no carro e eu digo, "estou a ficar constipada". E ele responde, não estamos todos! Eu rio-me e ele diz, isto é o que diria a tia G!. Rimo-nos os dois. Ele continua, Se fosse a avó L dizia, constipada... isso não é nada! Eu é que estou constipada!! Mais risos. Então e se fosse eu? pergunto. Segundo ele diria, Pois é, eu também estou um bocado constipada. Só nos falta a I que segundo o M diria, Ohhhhhh mas estás bem? Precisas de alguma coisa?.

Thursday, January 26, 2017

Crónicas de uma professora

Estou a fazer vigilância a um exame. Um aluno chama-me porque precisa de ajuda. Diz que que a única citação que conhece tem palavrões e não sabe se isso é um problema. Leio o enunciado que diz, "elabore a seu gosto uma citação..." e digo-lhe algo confusa, "mas aqui diz que é criar uma citação." E ele responde, "sim, mas é que só me lembro de citações com palavrões".  Mais giro do que as crianças só os alunos. 

Mais Romanos

Estamos ainda a estudar. Ele já está de pernas para o ar, parece um bichinho carpinteiro. Eu pergunto em que século é que os Romanos vieram para a península ibérica? e ele responde prontamente, III a.C. Depois pergunto, e quantos séculos demoraram a conquistá-la totalmente? Ele saca da mão conta com os dedos e responde com a certeza de quem nada sabe: cinco. (São dois).

Já me fartei de rir neste estudo.

Os letreiros dos Romanos

Estamos a estudar história, vamos no período dos Romanos que nos remete aquela frase, tão famosa cá em casa do, "what have the romans ever done for us?" Falamos das estradas e eu pergunto-lhe o que é que os Romanos usavam nas estradas para marcar as distâncias. Ele responde prontamente e soletrando cada sílaba: le-trei-ros!!

A resposta é: marcos miliários